Sábado, 17 de Março de 2007
Signo Gémeos Ascendente Balança
Signo solar: Gémeos

Gêmeos, o terceiro signo do zodíaco está associado ao desenvolvimento do intelecto e à comunicação. Na evolução do homem, chega um momento em que a criança aprende a falar. Seus pensamentos e sua curiosidade são intensos. Falar é quase um brinquedo para ela. Os geminianos são indivíduos que reproduzem em seu comportamento diversas características desta fase infantil, assim como os arianos espelham o nascimento em si, e os taurinos baseiam-se primariamente na sensualização do mundo mais imediato.
Inteligência é uma caraterística comum aos nativo deste signo. Raciocinam com uma velocidade espantosa, e argumentam com agitação ainda mais entusiasta. Suas palavras, sua jovialidade e sua lógica tornam-nos muito persuasivos e impressionantes. Onde puderem, sempre estarão rodeados de espectadores. Ter uma platéia de ouvintes é um de seus grandes prazeres.

Adaptam-se facilmente a qualquer nova situação. Isso pode ser tanto um novo emprego, novas amizades ou uma paixão. Essa adaptação é ainda mais natural quando alguém os deixa. Todavia, o que com freqüência acontece é que eles mesmo tomam em primeiro lugar a atitude de deixar uma relação ou um emprego. Sua mutalibidade é tanta que se tornam irritadiços e entediados se não têm coisas novas em que pensar a cada semana.

Simbolicamente são representados por Castor e Pólux, semi-deuses gregos. A própria dualidade da figura mitológica evidencia a natureza ambígua do geminiano. O signo marca o surgimento do intelecto, que se contrapõem ao instinto. Geralmente, o intelecto assumirá sempre a posição preponderante, relegando o instinto, e também os sentimentos, ao segundo plano. O geminiano procurará ser sempre racional, e desapegado com relação a compromissos afetivos. Mas a existência de seu lado oposto, quando desprezado, irá enchê-lo de ansiedade e insegurança. Ele continuará falando sem parar, mas desta vez estará somente tentando disfarçar sua solidão.

Costumam ser bastante alegres e brincalhões. Adoram literatura e tendem a ler vários livros ao mesmo tempo. Se conseguirem, irão discorrer sobre eles sempre que surgir alguém disposto a escutar. Podem ter também pendor para a escrita, e talento não lhes falta para isso. Suas idéias quase sempre são originalíssimas. Todavia, falta-lhes um tanto de estabilidade para conseguirem torná-las reais.

Estarão sempre aprendendo coisas novas, mas não interessam-se tanto pelo aprofundamento do conhecimento. Satisfazem-se com a idéia geral de cada assunto. Por isso mesmo podem caracterizar-se por um grande superficialismo. Na verdade, o geminiano exerce o intelecto como um fim em si próprio. A lógica e a aquisição de informação valem para eles muito mais do que a compreensão e a criação de conhecimento, tarefas muito melhor desempenhadas por um sagitariano.

Sua capacidade de expressão os torna muito populares. Mas também podem fazer com que pareçam fofoqueiros e tagarelas. Se dosarem adequadamente comunicabilidade, intelecto e sua ambigüidade intrínseca, podem se tornar pessoas bastante encantadoras e bem-sucedidas.





Ascendente: Libra

Libra é o sétimo signo, onde se inicia a segunda metade da roda zodiacal. Como tal representa uma mudança de enfoque do indivíduo, inicialmente voltado somente para si. Libra é o ponto de contato com o outro. Trata-se de relações mais profundas. De Áries a Virgem, temos um processo de crescimento que se inicia no nascimento e desemboca no início da vida profissional. Cada signo comporta um simbolismo que reflete primariamente uma determinada fase da vida. No caso de Libra, o significado dominante inclui o casamento, a divisão de tarefas, a necessidade de conciliação, a fundação da vida familiar.

A entrada do Sol neste signo corresponde à sua passagem pelo equinócio, e também com o meio do ano nos antigos calendários europeus. O signo possui assim o sentido de divisão e mediação. O libriano é um conciliador por excelência. Possui serenidade e tolerância para ouvir, ponderar e aconselhar. Gosta de ser justo e imparcial, mas de modo algum frio. Na verdade, os librianos adoram contatos sociais, festas e calor humano. Uma conversa sofisticada e um refinado senso estético marcam sua personalidade.

Ao tomar uma decisão, consideram demoradamente suas alternativas. A ordem é não se afobar. O libriano sabe como poucos o quanto a realidade comporta interpretações conflitantes e como é fácil se deixar levar pelo preconceito e pelo pré-julgamento. A própria noção de antecipar um resultado com base em expectativas pessoais causa-lhes horror. No seu ponto de vista, a maioria das pessoas age sem pensar, meramente por impulso.

O símbolo mitológico é a balança, o instrumento usado para pesar e equipartir. É também o que os deuses de muitas mitologias usam na hora em que decidem se a alma de um mortal foi predominantemente boa ou má, e se merece a vida eterna ou não. O libriano estará a todo instante pondo as coisas na balança, e não dará um passo enquanto ela não pender claramente para um lado.

Tanta preocupação assim traz suas desvantagens. A busca pelo equilíbrio muitas vezes foge-lhes do controle. A vida pode trazer escolhas tão complicadas para a mente do libriano, que ele vai ficar paralisado diante delas. Irá compará-las demasiadamente sem conseguir se decidir, passando a todos a imagem de pouca objetividade. Muitos dirão que eles vivem em cima do muro ou o que é pior, que mudam de pensamento a cada estação, indo de um lado para o outro, feito bola de tênis, à medida que alguém lhes apresenta um novo fato, por eles até então desconhecido.

São artísticos e simpáticos, para não dizer leves. Têm a capacidade de harmonizar o ambiente em que estão com sua mera presença. O libriano não poderia viver sem a companhia de outras pessoas. Todo o sentido mesmo de seu senso de justiça parece voltar-se para a construção e manutenção de uma convivência pacífica com o próximo. São assim ótimos parceiros, no amor, na amizade ou nos negócios. Saberão mais do que ninguém separar as coisas, mantendo a relação num nível próximo o bastante para que haja uma comunhão de idéias, mas não tão próximo a ponto de invadir um a intimidade do outro.


Publicado por Paula Valentina às 23:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Pesquisar neste Blog
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Posts Recentes

Lua em Gémeos

" 2012 "

Signos

Lua em Áries:palavra-chav...

Lua em Capricornio

Conheça o Ascendente

Horóscopo Xamânico...

Sol em Balança e Lua em L...

O homem de Lua em Leão:

Lua em Leão

Arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2009

Junho 2009

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Favoritos

Memórias vilacondenses (V...

Caleidoscópio

blogs SAPO
Fazer olhinhos